DE TERÇA À SEXTA-FEIRA
Missas às 6:00H e 17:00H
AOS SÁBADOS
Missas às 17:00H  e 19:00H
AOS DOMINGOS
Missas às 7:00H, 9:00H, 17:00H 18:30H  e 20:00H
DIA 16 DE CADA MÊS
Missa do padroeiro às 17:00H
DIA 13 DE CADA MÊS
Missa às 12:00H
Você já ouviu falar sobre a Campanha da Fraternidade:
SIM
NÃO
08/01/2012  |  A obra de Deus

veja mais audios





 

Igreja em reforma para melhor acolhimento

 

Em primeiro lugar, queremos agradecer a colaboração de todos os paroquianos que, através de suas generosas ofertas, estão contribuindo para a reforma de nossa Igreja Matriz. Já foram instalados portas de vidros nas laterais, basculantes, vitrôs e a parte externa já se encontra quase concluída. Brevemente iniciaremos a infra estrutura elétrica, pois o projeto encontra-se em fase de conclusão. Precisamos ainda da colaboração de todos os paroquianos. Diversas promoções já foram feitas. Outras virão. Rifas, bingos, jantar dançante, todos empenhados na realização do mesmo sonho.

 

Conselho Econômico



Campanha da Fraternidade

Oração

 

Ó Deus, sempre ouvis o clamor do vosso povo e vos compadeceis dos oprimidos e escravizados. Fazei que experimentem a libertação da cruz e a ressurreição de Jesus. Nós vos pedimos pelos que sofrem o flagelo do tráfico humano.

Convertei-nos pela força do vosso Espírito, e tornai-nos sensíveis às dores destes nossos irmãos. Comprometidos na superação deste mal, vivamos como vossos filhos e filhas, na liberdade e na paz.

Por Cristo nosso Senhor. Amém!






 
 
 
SAIBA QUE...

A Pastoral do Matrimônio comunica que as inscrições para o curso de noivos já estão abertas. Acontecerá no dia 13 de setembro, e os interessados devem procurar a secretaria paroquial.

A Secretaria Paroquial comunica que os interessados no casamento comunitário que será dia 22 de novembro, devem procurar a secretaria da paróquia até o começo de outubro.


A Secretaria Paroquial comunica que estão abertas as inscrições para o batismo. Interessados devem procurar a secretaria da paróquia.
Agostinho de Hipona
Santo e Doutor da Igreja 

HAGIOGRAFIA: Aurélio Agostinho nasceu, no dia 13 de novembro de 354, na cidade de Tagaste, na província de Souk Ahras, hoje região da Argélia, na África. Era o primogênito de Patrício, um pequeno proprietário de terras, pagão. Sua mãe, ao contrário, era uma devota cristã, que agora celebramos como santa Mônica, no dia 27 de agosto. Mônica procurou criar o filho no seguimento de Cristo. Não foi uma tarefa fácil. Aliás, ela até adiou o seu batismo, receando que ele o profanasse. Mas a exemplo do provérbio que diz que "a luz não pode ficar oculta", ela entendeu que Agostinho era essa luz.

Aos dezesseis anos de idade, com a ajuda de Romariano, Agostinho foi enviado para Cartago para estudar retórica. Na oportunidade, envolveu-se com a heresia maniqueísta e também passou a conviver com uma moça cartaginense, que lhe deu, em 372, um filho, Adeodato. Assim era Agostinho, um rapaz inquieto, sempre envolvido em paixões e atitudes contrárias aos ensinamentos da mãe e dos cristãos. Possuidor de uma inteligência rara, depois da fase de desmandos da juventude centrou-se nos estudos e formou-se, brilhantemente, em retórica. Excelente escritor dedicava-se à poesia e à filosofia.

Em 373 foi professor de gramática em Tagaste e em 375 foi para Cartago para ser professor de retórica. Em 383 Agostinho foi para Roma, onde abriu uma escola de retórica. Foi convidado para ser professor dessa matéria e de gramática em Milão. O motivo que o levou a aceitar o trabalho em Milão era poder estar perto do agora santo bispo Ambrósio, poeta e orador, por quem Agostinho tinha enorme admiração. Assim, passou a assistir aos seus sermões. Primeiro, seu interesse era só pelo conteúdo literário da pregação; depois, pelo conteúdo filosófico e doutrinário. Aos poucos, a pregação de Ambrósio tocou seu coração e ele se converteu, passando a combater a heresia maniqueísta e outras que surgiram. Foi batizado, junto com o filho Adeodato, pelo próprio bispo Ambrósio, na Páscoa do ano de 387. Portanto, com trinta e três e quinze anos de idade, respectivamente.

Um fato contribuiu na conversão de Agostinho. Conta ele em seu livro “Confissões” que um dia estando em um jardim em Milão ouviu a voz de um menino que cantava “Tolle, lege” – toma e lê – e como aquela voz não saia de sua cabeça, ele como que por impulso abriu a carta de São Paulo aos romanos e leu: “Comportemo-nos honestamente, como em pleno dia: nada de orgias, nada de bebedeira; nada de desonestidades nem dissoluções; nada de contendas, nada de ciúmes. Ao contrário, revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não façais caso da carne nem lhe satisfaçais aos apetites.” (Rm 13,13-14)  

Nessa época, Agostinho passou por uma grande provação: seu filho morreu. Era um menino muito inteligente, a quem dedicava muita atenção e afeto. Decidiu, pois, voltar com a mãe para sua terra natal, a África, mas Mônica também veio a falecer, no porto de Óstia, não muito distante de Roma. Depois do sepultamento da mãe, Agostinho prosseguiu a viagem, chegando a Tagaste em 388. Lá, decidiu-se pela vida religiosa e, ao lado de alguns amigos, fundou uma comunidade monástica, cujas Regras escritas por ele deram, depois, origem a várias Ordens, femininas e masculinas. Porém o então bispo de Hipona decidiu que "a luz não devia ficar oculta" e convidou Agostinho para acompanhá-lo em suas pregações, pois já estava velho e doente. Para tanto ele consagrou Agostinho sacerdote e, logo após a sua morte, em 397, Agostinho foi aclamado pelo povo como novo bispo de Hipona.

Por trinta e quatro anos Agostinho foi bispo daquela diocese, considerado o pai dos pobres, um homem de alta espiritualidade e um grande defensor da doutrina de Cristo. Na verdade, foi definido como o mais profundo e importante filósofo e teólogo do seu tempo. Sua obra iluminou quase todos os pensadores dos séculos seguintes. Escreveu livros importantíssimos, entre eles sua autobiografia, "Confissões", e "Cidade de Deus".

Depois de uma grave enfermidade, morreu amargurado, aos setenta e seis anos de idade, em 28 de agosto de 430 em Hipona/Argélia, pois os bárbaros haviam invadido sua cidade episcopal. Em 725, o seu corpo foi transladado para Pavia, Itália, sendo guardado na igreja São Pedro do Céu de Ouro, próximo do local de sua conversão. Santo Agostinho recebeu o honroso título de Doutor da Igreja. É celebrado no dia 15 de junho no Oriente e em 28 de agosto no Ocidente. É padroeiro dos teólogos.

ORAÇÃO: Santo Agostinho que na hora feliz de vossa conversão a Deus fostes iluminado de tal modo pela luz da verdade divinamente revelada, que em vossa inteligência não sobrou lugar algum para as trevas que a obscureciam, nem em vosso Coração escorria algum dos amores da terra, e naquele ponto tornastes um doutor e mestre de uma ciência divina que antes não compreendias, e resplandecente de uma caridade tão nova e tão divina que vos fez aborrecer tudo o que antes amavas: Alcançai-nos do Deus de toda piedade e misericórdia a graça de converter-nos a Ele de tal maneira que não habite jamais em nós a cegueira e corrupção do homem velho, e sejamos vestidos totalmente de luz e da graça do novo Adão, Jesus Cristo Senhor Nosso, o qual seja nossa vida e nosso amor pelos séculos dos séculos. Amém!

Adaptação: Ricardo e Marta / Comunidade São Paulo Apóstolo
Fonte: Edições Paulinas – Wikipédia – Orações.info
 

 
17/05/2014
Católicos voltem para casa
Ampliar vídeo


 


COMUNIDADES

 

N.Sra das Graças

N.Sra. Perpétuo Socorro

Padre Anchieta

Santa Elizabeth

Santana

São Francisco

São Paulo

 

CONGREGAÇÕES

 

Filhas de Santana

Santa Elizabeth

 

MOVIMENTOS

 

Aliança de Paz

Apostolado da Oração

Legião de Maria 

Mesc

Poço de Jacó 

Shalom

Terço dos Homens

Vicentinos

 

PASTORAIS

 

Aconselhamento e Oração

Batismo

Catequese

Comunicação

Conselho Pastoral Paroquial

Crisma 

Dizimo

Familiar

Juventude

Liturgia

Menor  

Vocacional

 

SERVIÇOS

 

Encontro de Casais com Cristo

Encontro de Jovens com Cristo

 

HUMOR CATÓLICO

Silvia Barros

 



Uma pessoa que não é um português chegou todo esbaforido naquela empresa que fazia faixas e cartazes e foi logo dizendo: 

Meu cachorrinho se perdeu e eu quero mandar fazer uma faixa bem grande! 

Pois não, meu senhor! Quais os dizeres? 

Totó, volte logo! Estou muito triste!

 


Oração da Semana


O poder da oração

 

Durante a nossa caminhada terrena, vamos nos deparar com diversas situações difíceis, algumas nos tirarão do eixo, nos jogarão no chão, e com certeza trarão a sensação de que estamos sós e abandonados. É nessa hora que muitos dirão para você: “onde está o teu Deus?”, “será que ele se esqueceu de você?”, ou “será que Ele não é tão poderoso como dizem?”.

 

Santo(a), não permita que os agentes do inimigo venham abalar sua fé. O próprio Jesus nos prometeu: “Eis que estarei convosco todos os dias, até o fim dos tempos” (Mt 28,20). Por mais que a situação na qual nos encontramos seja perturbadora, por mais que nos achemos impotentes – e nós somos – devemos sempre lembrar “que para Deus nada é impossível” (Lc 1,37), não temos o direito de jogar a toalha, lembre-se que Jesus não se deixou abater, e por isso Ele foi glorificado.

 

“Peçam e lhes será dado! Procurem e encontrarão! Batam e abrirão a porta para vocês! Pois, todo aquele que pede, recebe; quem procura, acha; e a quem bate, a porta será aberta. (Lc 11,9-0) Não podemos perder a fé, pois a Palavra de Deus é verdadeira e Ele nos dá a garantia de que, “tudo o que for pedido com fé em oração, será atendido”. (Mt 21,22)

 

Diante desta certeza vamos nos unir em oração, não desanime! A sua dor é a minha dor, pois somos irmãos e irmãs em Cristo. Tenha fé, não desista de Deus, pois Ele não desiste de você.

 

Por mais atribulado que esteja o seu dia nunca se esqueça de se colocar na presença de Deus. Primeiro com a Oração do Espírito Santo, pedindo para que venha trazer a paz e a sabedoria. Em seguida a Oração do Pai-nosso, para que o Criador, Aquele que tudo vê, possa ser verdadeiramente o Deus de sua vida.  A Ave-Maria, pois é nela que nos colocamos sob a intercessão da Sagrada Família. E finalmente a leitura da Palavra de Deus, pois é o alimento da alma, é através dela que Deus nos dá o direcionamento.

 

Fique com Deus e sob a proteção da Sagrada Família

Ricardo Feitosa e Marta Lúcia

www.catolicoscomjesus.com - catolicoscomjesus@gmail.com
 

 

 

1
2
3
4
5
1
2
3
4
5
1
2
3
4
5
6
Paróquia de São Gerardo Majella - Arquidiocese de Fortaleza
Av. Bezerra Menezes, 1256 - São Gerardo - Fortaleza - Ceará  |  CEP 60325-001
Telefone: (85) 3223-3971 | E-mail: faleconosco@paroquiasaogerardo.org.br